,

Aprendendo a ler? Veja quando começar e como ensinar a ler

Tempo de leitura: 6 minutos

Como começar a ensinar a ler? Veja dicas para as crianças aprenderem

Qual foi a primeira palavra do seu bebê: mamá, papá ou vovó? Lá pelos 6 meses, os pequenos já começam a balbuciar as palavras que mais escutam e, desse dia em diante, a fala torna-se o seu grande objeto de prática.

Depois de aprenderem a pronunciar todas as letras do alfabeto e passarem pela fase dos porquês, eles entram na etapa de aprender a ler. Com a leitura, descobrem que existe uma versão escrita de todas as palavrinhas que vêm aprendendo.

Se você gostaria de saber qual é a melhor forma de ensinar o seu filho(a) a ler, está no lugar certo! Confira as nossas dicas e veja como esse aspecto de desenvolvimento infantil vai se tornar tranquilo.

Quando as crianças começam a ler e quanto tempo leva?

Oficialmente, pelo Ministério da Educação (MEC), a alfabetização e letramento infantil devem se iniciar aos 6 anos de idade. Aos 9 anos, espera-se que a criança esteja familiarizada com a gramática e consiga realizar interpretações textuais simples.

Para isso, os professores e educadores podem se basear no Caderno do Educador, um documento que contém diretrizes sobre o processo de ensino. É dele que nós tiramos as dicas deste post! ?

E se meu filho começar a ler antes?

Ótimo! Cada criança tem o seu próprio ritmo e tempo de aprendizagem. Se o seu filho(a) conseguiu se aventurar a ler antes da idade prevista pelos órgãos de saúde e educação, incentive a leitura e parabenize o pequeno pela conquista.

Algumas crianças podem decifrar as suas primeiras palavras logo aos 3 anos — é raro, mas acontece. Comumente, elas começam a conseguir ler algumas palavras fáceis entre o 4º e 5º ano.

E se meu filho começar a ler depois?

Algumas crianças não apresentam sinais de compreensão da leitura mesmo após os 6 anos. Isso pode envolver muitos fatores, como falta de incentivo, desinteresse e/ou dificuldade de aprendizagem.

Além disso, a causa pode ser um transtorno de aprendizagem que provoca distúrbios de linguagem. Eles podem ter raiz em certas condições médicas como síndrome de down, dislexia, TDAH, apraxia da fala e espectros autistas.

Vale uma consulta com o pediatra caso você perceba que a criança não está conseguindo aprender. Afinal, a razão por trás disso pode ser bem simples, como uma metodologia de ensino que não a cativa.

Aí entrariam técnicas criativas para ensinar e educadores pacientes.

mãe e filha leem um livro juntas na cama

Como ensinar a ler?

Ensinar a ler é como ensinar um bebê a sentar. Exige explicações claras, fáceis, demonstrações e um pouco de ajuda no começo.

O processo de construir o raciocínio linguístico envolve estratégias mnemotécnicas (que estimulam a memória), estruturais e generativas. Entenda:

  • Mnemotécnicas: uso de imagens com palavras, organizadas de uma maneira que seja fácil a associação entre ambos;
  • Estruturais: utilizam a imaginação, ideia e memória para construir uma palavra, ou seja, lembra-se de um objeto e escreve seu nome;
  • Generativas: é o aprendizado por meio das perguntas e respostas, repetição em voz alta, escrita em um post-it e sublinhar ou grifar partes importantes com marca texto.

As três estratégias podem ser colocadas em práticas simples, veja como:

  • Apresente primeiro as vogais, depois o alfabeto;
  • Mostre que a leitura começa da esquerda para a direita;
  • Chame a atenção para palavras escritas no ambiente, um quadro de tarefas infantil, por exemplo;
  • Correlacione letras, símbolos, desenhos e sons com exemplos (“olha, filho, isso aqui é … e como a gente escreve?”);
  • Faça uso de músicas, cantigas, livros, gibis, jogos e brinquedos;
  • Comece por palavras com menos letras e aumente conforme o tempo passa.

    Quais as palavras mais fáceis para ensinar?

    As palavras mais fáceis para ensinar são compostas por 2 letras, por exemplo: OI, EU, UM, RÉ, PÉ, PÓ, FÉ, NÓ, e JÁ — e eles aprendem muito rápido!

    100 palavras para alfabetização

      Já percebeu que os pequenos aprendem rapidinho?

      Acontece que o cérebro deles não tem aquela infinidade de informações que nós, adultos, precisamos lidar. Para eles, o mundo é uma novidade! Então, o processo de associar uma palavra a um objeto, emoção ou alguém é algo fantástico.

      Para te auxiliar nesse processo inicial de ensino, preparamos uma tabela de alfabetização com 100 palavras.

      Note, elas estão divididas por quantidade de sílabas e exploram uma série de construções gramaticais: SS, CH, S com som de Z, acentuações com agudo e circunflexo etc.

      Dê uma olhada:

      PAZ CAMA FOGO PIPA FOME APITO LIMÃO BANANA GRAVATA AMIZADE
      SOL PATO LUVA COLA TATU GÊNIO PIANO CORUJA PROFESSOR COMPARTILHAR
      UVA DADO SOFÁ BICO BEBÊ MAMÃO PRAIA PETECA ÁRVORE ESPERANÇA
      EMA PURÊ VELA COPO FACA NOIVA TROMBA JACARÉ CADEIRA PATINETE
      OVO CASA MESA BOTA REDE MAMÃE GRANDE PIPOCA RELÓGIO PIRULITO
      MÃO PULA DEDO BALA DENTE RÁDIO ALTO PANELA RAPOSA TELEFONE
      BOI BOLA ROBÔ SAPO FRUTA MOEDA LEQUE CAVALO PRINCESA AVENIDA
      LUA GATO MAÇÃ CAJU CHUVA ROUPA PARQUE BONECA PEQUENO VIOLINO
      REI MALA PERA FADA FELIZ BLUSA CARRO CABELO MENINA TELEVISÃO
      PAI FOCA VOVÓ FITA TRISTE SÍTIO PRATO VESTIDO CHUPETA BORBOLETA

      filha menina e filho menino com camisas xadrez beijam a sua mãe

      Quais os melhores livros para ensinar crianças a lerem?

      Os melhores livros de alfabetização envolvem atividades infantis com passatempos, memorização, dedução, ligue os pontos, caça-palavras, criptograma. Alguns deles são:

      • AEIOU – UOIEA — Silvana Salerno;
      • Abecedário de bichos brasileiros — Geraldo Valério;
      • ABC — Luiz E. Anelli e Celina Bodenmüller;
      • Alfabarte — Anne Guéry e Olivier Dussutour;
      • Uma letra puxa a outra — José Paulo Paes.

      Sem perceber, você vai montar uma biblioteca em casa. Os livros são maravilhosos para aprendizados diversos e já podem fazer parte do universo infantil desde cedo – há livros para bebês apenas com ilustrações e dedoches.

      Ao passo que as crianças crescem, a quantidade de palavras, parágrafos e páginas vai aumentando.

      Quais os melhores aplicativos para aprender a ler?

      Não parece que as crianças de hoje em dia já nascem com um smartphone na mão? Eles têm tanta habilidade que os dedinhos já deslizam pela tela com uma naturalidade incrível.

      Instalar um aplicativo no celular é algo bem fácil e as crianças vão gostar de aprender desse jeito. Veja os melhores aplicativos para ensinar as crianças a ler:

      • Ler e contar;
      • Graphogame;
      • Silabando;
      • LetterSchool – Aprender a Ler e Escrever.

      dois meninos e seu cachorro branco jogam no celular

      Como ensinar para um aluno que não quer aprender?

      Esse é o grande questionamento de um professor, e a resposta é: depende da preferência de cada criança! Cada uma tem sua própria maneira de aprendizado, em que um dos cinco sentidos é mais aguçado.

      Os principais são: visual, auditivo e tátil. Experimente ensinar através de jogos de tabuleiro e cartas, músicas infantis e jogos de 7 erros, por exemplo. Você perceberá em qual modalidade de ensino a criança demonstra mais interesse.

      Foque no estilo que ela gosta, mas não deixe de explorar os demais.

      Ver a criança lendo é um dos maiores prazeres que um educador pode ter. Afinal, ela vai usar esse conhecimento ao longo de toda a sua vida.

      Depois de alfabetizada, chame a criança para ler um trava língua — será muito divertido testar a sua velocidade de leitura e dicção. Conte conosco para educar seu filho com sabedoria!

      Veja também esses conteúdos legais:

      Como incentivar a autonomia infantil

      Como funciona o desenvolvimento cognitivo infantil

      Deixe um comentário

      Anterior

      Bebê com icterícia: o que é, causas e tratamentos

      8 atividades sobre sentimentos e emoções educação infantil

      Próximo