, ,

Como organizar cômoda de bebê: passo a passo completo

Tempo de leitura: 6 minutos

Preparar o enxoval é um momento super especial e aguardado. Durante a espera do bebê, os pais correm para deixar tudo preparado e organizado para o futuro do pequeno.

Um dos cômodos mais importantes para o quarto do bebê – além do berço – é o guarda-roupa ou cômoda em que suas roupinhas serão guardadas. Se você optou pelas cômodas, este post foi escrito especialmente para você.

Separamos, abaixo, algumas das principais dicas sobre como organizar uma cômoda infantil para que você saiba quais passos seguir para deixar tudo preparado para a chegada do pequeno. Confira!

1. Mantenha a cômoda sempre limpa

Sabemos o quanto os bebês são sensíveis aos mais variados agentes externos – especialmente em seus primeiros meses de vida – e a sujeira é um deles. Por isso, a limpeza deste móvel deve ser feita com frequência.

A sujeira pode vir dos processos de fabricação e armazenamento ainda no fabricante, com poeira ou serragem. Esses resíduos são alergênicos e irritantes, por isso devem ser retirados na hora de limpar.

Para a limpeza, um paninho levemente umedecido é suficiente. Reserve uma atenção especial aos cantinhos de cada compartimento: assim, evita que a poeira seja transferida para as roupinhas ali guardadas.

E por falar nas roupinhas do bebê, elas também precisam ser higienizadas quando ficam guardadas por muito tempo, mesmo que sem uso, pois podem acumular resíduos, mofo e bactérias que podem prejudicar a saúde do bebê.

Leia também: Guia completo de organização para quartos pequenos

2. Procure deixar sua cômoda o mais prática possível

Antes do nascimento do bebê, este passo pode não parecer tão importante. No entanto, após um tempo, tudo o que você vai desejar é praticidade para facilitar sua rotina.

Portanto, uma dica de ouro é deixar a cômoda do quarto do seu filho mais prática o quanto antes!

Para isso, existem duas tarefas que podem ser realizadas: a organização das peças presentes da cômoda e o aproveitamento do espaço da parte superior desse móvel.

Em relação à organização das peças, siga uma ordem de prioridade dividindo cada roupinha por frequência de uso.

Manter essa divisão ainda auxilia na manutenção de todo o trabalho realizado – afinal, você não precisará mover e desorganizar vários itens para alcançar aquele macacãozinho de todo dia.

Quanto ao aproveitamento de espaço da parte superior da cômoda, posicione itens como o trocador do bebê e o kit higiene.

Geralmente, as cômodas possuem o tamanho ideal para que os pais consigam trocar o bebê com conforto, sem o risco de dores na região das costas.

Além disso, caso ainda seja possível encontrar algum espacinho acima da cômoda, posicione um abajur para manter o quarto do bebê iluminado de forma indireta, promovendo mais conforto na hora do soninho de seu filho.

3. Separe as roupinhas por tamanho

Com o passar dos dias e dos meses de vida do bebê, seu crescimento vai ocorrendo de forma acelerada, o que faz com que muitas peças sejam perdidas em questão de semanas.

É bem provável que se você, pai ou mãe, estiver com um bebê a caminho, já tenha se adiantado quanto a isso adquirindo roupas em diversos tamanhos, visando deixar seu bebê sempre bem vestido com muito conforto.

Assim, separe cada numeração das peças em gavetas diferentes. São eles:

  • RN (Recém-nascido);
  • 0 a 3 meses;
  • 3 a 6 meses;
  • 6 a 9 meses;
  • 1 ano.

É claro que cada bebê usa um tamanho específico, o que pode fazer com que sua organização por tamanho seja diferente do exemplo acima.

Entretanto, você pode ir adaptado de acordo com o crescimento do pequeno.

Leia também: Desenvolvimento infantil: o que é, tipos e como incentivar

4. Separe as peças por modelos e cores

Nesta dica, a ideia é promover uma organização específica quanto às peças de cada gaveta.

Bodies, macacões, camisetas, vestidos, calçados e acessórios são alguns exemplos de tudo o que um bebê pode usar.

Com isso, imagine o caos que essas peças misturadas podem causar – ainda mais naqueles momentos em é preciso trocar o bebê o quanto antes devido a atrasos, frio, etc.

Para resolver esse problema, temos duas soluções que, juntas, deixarão a cômoda com uma organização invejável: separar as peças por cada modelo e cores.

Ao fazer isso, fica muito mais fácil localizar cada peça e manter um controle de quais estão sendo mais usadas.

Você também pode usar cestos organizadores para dividir cada roupa por categoria.

5. Dobre as peças de maneira inteligente

Se você, assim como grande parte das pessoas, tem o costume de dobrar as roupas posicionando uma acima da outra, saiba que há uma maneira mais prática de fazer isso em cômodas.

Em guarda-roupas, esse método de organização é o mais indicado porque as peças são posicionadas em nichos e sua visualização ocorre de forma vertical.

Contudo, a visualização das roupas em cômodas ocorre por cima – daí a necessidade de dobrar e organizar as roupinhas lado a lado.

Quanto à dobra, há duas formas de organizar as peças: dobrando-as normalmente e posicionado cada uma de forma vertical na gaveta, ou fazendo pequenos rolinhos com as peças.

Não há uma forma melhor que a outra, tudo depende da peça a ser dobrada.

Em ambas as formas, o melhor de tudo é que é possível pegar a peça a ser usada sem desorganizar as outras, mantendo-as intactas.

6. Guarde acessórios nas últimas gavetas

Essa dica é voltada caso sobre espaço nas últimas gavetas da cômoda de seu bebê. Por que não aproveitar esse espaço livre com itens usados de forma esporádica, não é mesmo?

Assim, bolsas, mantas, calçados, luvas e fraldinhas podem ser mantidos por perto, aproveitando um espaço de outrora estava desocupado.

Além disso, essa dica das últimas gavetas é pensada de forma estratégica para posicionar objetos e artigos do bebê que não são usados com frequência porque são gavetas que exigem um esforço maior para serem acessadas.

 

7. Ensine a importância da organização a seu filho desde pequeno

Você sabia que é possível ensinar seus filhos a deixarem seu quarto organizado desde bem cedo? Pois é!

Essa prática está associada ao método montessoriano que dá autonomia aos pequenos para pegarem seus pertences por conta própria, sem a necessidade do auxílio de um adulto.

Já falamos aqui no blog sobre o método montessoriano, se você quiser relembrar o tema ou aprofundar mais, aproveite sua leitura para entender.

Basicamente, o método trabalha com móveis posicionados próximo ao chão, respeitando o tamanho das crianças, estimulando sua independência desde cedo.

Com um quarto montessoriano de bebê, fica muito mais fácil mostrar a seus filhos onde ficam seus pertences, para que eles possam acessá-los e devolvê-los por conta própria.

De forma indireta, você já está ensinando aos pequenos a importância da organização.

Gostou de conhecer esse passo a passo otimizado? Coloque a mão na massa e nos conte como foi, nos comentários.

Vamos adorar receber suas experiências, dúvidas ou sugestões.

Para continuar informado sobre organização, mobília, enxoval e bem-estar dos pequenos, fique ligado nas atualizações do blog Casatema. Estamos sempre cheios de novidades!

E caso queira comprar as cômodas de bebê mais lindas e funcionais do mercado, acesse a loja online da Casatema!

Deixe um comentário

Anterior

É normal o bebê dormir por muito tempo? Entenda

Quarto aconchegante — aprenda como criar um com a Casatema

Próximo