Regras da casa: 10 ideias para criar com os filhos e por em prática!

Tempo de leitura: 4 minutos

O que pode funcionar muito bem na casa da sua irmã ou amiga, pode não dar tão certo na sua casa e isso não tem problema. Mas mesmo que as regras sejam variáveis, é muito importante levar algumas coisas em consideração.

Os pequenos costumam ser um espelho dos pais, irmãos e das pessoas com quem convivem. Então, eles acabam reproduzindo muitos hábitos e costumes, sejam eles bons ou ruins. Então a melhor maneira de estabelecer regras é sendo exemplo. Não adianta muito querer que o seu filho coma frutas e verduras se você mesmo não dá o exemplo.

Além disso, as regras precisam ser claras e tangíveis, para que possam ser cumpridas pelos pequenos. Por isso, nesse momento, é muito importante estabelecer um diálogo para explicar o porquê de aquela regra ter sido criada e quais as consequências caso não sejam cumpridas.

Uma boa maneira de começar a estabelecer as regras são com pequenas atividades na rotina da criança e da casa, como tomar banho, escovar os dentes ou ir para a cama no horário determinado. Assim a criança começará a entender que não cumpri-las trará consequências para ela mesma, como o surgimento de cáries ou sentir sono no momento que é para estar acordado.

Algumas regras também ajudarão os pequenos a criar o senso de responsabilidade e também a autonomia, como arrumar os brinquedos ou recolher a roupa suja.

Limites e o montessori

O método montessori foi criado em 1907, pela médica e pedagoga Maria Montessori. Por meio de pesquisas, a pedagoga concluiu que cada criança tem sua individualidade e isso terá um grande reflexo na sua formação e desenvolvimento.

Diferente dos métodos educacionais convencionais, o montessori cria possibilidades para que os pequenos tenham autonomia para realizar atividades, com móveis e objetos sempre ao alcance dos olhos e das mãos.

Além da autonomia, a filosofia montessoriana também permite que as crianças tenham respeito, tanto consigo e seu espaço, quanto com os pais e pessoas ao seu redor. E para que ocorra o respeito e autonomia, é necessário ter regras e limites.

Mesmo que o método pareça ser um pouco mais permissivo que os convencionais, ele faz com que as crianças aprendam a obedecer e a cumprir suas tarefas de maneira natural e não como imposição.

“(…) Deixar a criança fazer porque gosta, quando não desenvolveu ainda nenhum controle, é distorcer a ideia da liberdade.

O resultado que se obtém são crianças desordenadas, porque a ordem que lhes foi imposta estava acima do que poderiam cumprir; preguiçosas, pois foram forçadas a um trabalho para o qual não estavam prontas; e desobedientes, porque sua obediência tinha sido imposta e não construída”. MONTESSORI, Maria.

Se quiser saber um pouco mais sobre o método e sua criadora, Maria Montessori, temos um conteúdo bem completo aqui no blog que explica o que é e como funciona a criação montessoriana.

10 sugestões de regras para implementar em casa

Agora que você já conhece a importância de estabelecer regras e limites e também sobre a influência do método montessoriano na criação e desenvolvimento dos pequenos. Veja algumas sugestões de regras simples e que podem ser inseridas na rotina da casa:

  1. Ser educado e gentil com os outros;
  2. Escovar os dentes;
  3. Não pegar coisas sem pedir a permissão;
  4. Respeitar os horários;
  5. Não gritar;
  6. Ter paciência;
  7. Colocar os brinquedos no lugar depois de brincar;
  8. Não usar o tablet ou celular enquanto come;
  9. Emprestar os brinquedos e ser cuidadoso com o que for emprestado;
  10. Dormir na sua cama.

São regras simples e fáceis de explicar para os pequenos. Conforme eles vão crescendo, algumas regras podem ser modificadas ou inseridas, de acordo com a sua faixa etária, como ajudar a mamãe nas tarefas de casa ou separar a roupa suja.

Por mais difícil que pareça, criar regras e impor limites não é tão complicado assim e ajudará — e muito! — o seu filho a crescer com muito mais responsabilidade, autonomia e segurança.

Gostou das dicas? Aproveite também para ler o nosso conteúdo com dicas para incentivar a leitura infantil. Até o próximo post!

About Leandro Varela

Deixe um comentário

Anterior

15 ideias de temas para quarto de bebê para você se inspirar!

Como ensinar o bebê a sentar — Dicas simples e eficazes

Próximo