MDP ou MDF: qual o melhor para móveis infantis?

Quando o assunto é móveis infantis, uma das principais dúvidas dos pais é em relação ao material que compõe a mobília. Que devemos apostar em móveis de qualidade superior, desenvolvidos com matéria-prima de boa procedência, é fato. Mas qual é o melhor material: MDP ou MDF?

Neste post, você vai entender sobre esses dois elementos: as características, diferenças, preços entre eles e, assim, ter propriedades para decidir qual é o melhor para compor os móveis do quarto do seu filho.

Apostar em bons materiais é essencial para que a mobília do quarto ofereça segurança e bem estar à criança, afinal, um móvel não tem apenas a função de decorar; um móvel infantil precisa ser resistente, leve e durável.

Então, mamãe, quer saber a diferença entre MDP e MDF? Acompanhe a leitura e conheça as características dos principais materiais para a construção de móveis!

MDP ou MDF? Entenda as diferenças

Se você está montando o quarto do seu filho e buscando saber como fazer um investimento responsável e de qualidade na mobília do cantinho tão especial para o pequeno, certamente já se deparou com dois materiais principais, o MDF e o MDP.

A verdade é que ambos são ótimos para móveis, cada um com suas vantagens. Isso se dá, principalmente, porque eles possuem particularidades muito semelhantes, ainda mais quando o assunto é sustentabilidade.

Tanto o MDP quanto o MDF são extraídos de madeira reflorestada do mesmo tipo de árvore – que pode ser pinus ou eucalipto – e passam pelo mesmo processo de fabricação, que consiste no pressionamento e molde dos materiais para formar painéis.

Mas como saber qual dessas é o melhor? Veja um pouco sobre as especificidades cada um:

MDP

estante de 6 nichos em mdp 25 mm

Você, provavelmente, deve estar se perguntando o que significa MDP. Trata-se, basicamente, da abreviação de Medium Density Particleboard, um painel produzido com partículas de madeira prensada de média densidade.

Este é o material mais utilizado para a confecção de móveis do mundo inteiro, tanto comerciais quanto residenciais (e isso implica, obviamente, nos móveis infantis). E sabe por quê? Porque uma mobília feita de MDP é mais resistente, econômica e durável em comparação ao MDF.

Este material é composto em três camadas: duas camadas finas nas laterais e uma mais grossa no miolo, tendo como resultado um material estruturado e bastante resistente. Vale destacar que essas duas camadas têm uma excelente uniformidade, por isso, o MDP possui tantos benefícios.

Veja as principais vantagens desse material:

1. Ótima absorção no acabamento final;
2. Dificuldade em absorver com rapidez a umidade do ambiente devido aos micro espaços entre uma partícula e outra;
3. Caso absorva umidade, evapora com facilidade;
4. Pouco suscetível ao empenamento;
5. Fixação de qualidade no momento de montar o móvel;
6. Leveza;
7. Custo de produção mais em conta;

Além de tudo isso, é ecologicamente sustentável.

E as desvantagens?

  • Não se dá bem com cortes curvos, visto que é feito em partículas. É melhor aplicado em chapas retas, como prateleiras, gavetas, portas etc;
  • Tem aspecto estético semelhante a um aglomerado, mesmo sendo bastante distinto;

MDF

nicho favo em mdf laqueado amarelo

O painel de MDF, sigla de Medium Density Fiberboard, é produzido com o pó da madeira – que também é prensado em média densidade. É uma mistura de pó, madeira e resina, que, ao receber pressão, resulta em uma chapa bem densa.

Um diferencial desse material é que ele não se restringe à produção de móveis: ele apresenta diversas utilizações em construção, pois é bastante versátil: pode ter uma gama bem ampla de espessuras – desde 3 mm a 60 mm.

As maiores vantagens dessas chapas são:

1. Tratamento para ser resistentes à água, fogo, e até mesmo à energia nuclear;
2. Podem ser moldadas para diferentes cortes, inclusive os cortes curvos, devido à composição mais homogênea do que a do MDP;
3. É perfeito para verniz e colagem de lâminas de madeira;
4. É o mais indicado para pintura em laca, por não deixar deformidades;

Mas e as desvantagens?

  • Como esse tipo de chapa é basicamente o pó da madeira colado, a principal desvantagem é que é muito ávido por umidade. Assim, ele absorve bastante umidade e não evapora facilmente, podendo inchar e estufar, já que não volta ao tamanho normal, como o MDP.
  • O MDF é uma chapa mais densa e isso pode ser um ponto negativo, pois tem maior propensão a rachar do que o outro; além disso, seu custo de produção é mais alto.

Qual é o melhor: MDP ou MDF?

Como foi possível observar, os dois materiais possuem vantagens e desvantagens interessantes. Por isso, cada um é mais indicado a uma finalidade. Exemplo: o MDF é mais maleável e permite cortes diversos, como é o caso dos cortes curvos. Por suas características é mais utilizado nos acabamentos finais dos móveis, que são as partes mais aparentes.

Já o MDP é mais usado em móveis com espessuras mais grossas, estruturados, e que exigem leveza em relação ao peso. Ou seja, são os mais indicados para as partes internas não aparentes.

E aí, tirou suas dúvidas sobre o assunto? Esperamos que sim!

Para conferir mais conteúdos relacionados, dê uma olhadinha em nosso blog – temos muito post com dicas de móveis e decoração infantil. Até a próxima!

About blogcasatema

Deixe um comentário

Previous

Tipos de beliche infantil: qual o melhor para seus filhos?

Modelos de cama infantil para crianças de diferentes idades

Next