berço vira mini cama
Móveis

Berço que vira caminha: uma manual prático para os pais

Os pais se preocupam com a versatilidade dos itens de um quarto de bebê: a decoração das paredes e móveis, por exemplo, é frequentemente feita em cores neutras, para que sejam bem assimiladas durante o crescimento da criança.

Com o passar do tempo, pequenas decorações características da primeira infância são substituídas. Na chegada da adolescência, os móveis que se tornaram pequenos ganham versões maiores: é o caso de mesas, guarda-roupas e estantes.

O berço é um dos principais elementos no quarto do bebê: é um ítem amplamente atingido por essas preocupações e um dos que ficam obsoletos mais cedo.

Para solucionar essa questão, uma das opções mais versáteis e aproveitáveis é o berço mini cama: acompanha o bebê desde os primeiros dias de vida até os primeiros anos, tudo isso dentro do método Montessori.

Quer conhecer as vantagens e características dessa opção com ótimo custo benefício? Acompanhe nosso post e entenda!

Do berço à mini cama montessoriana

O método Montessoriano, concebido e postulado por Maria Montessori, é uma maneira específica de entender e educar a criança. Defende que o aprendizado aconteça de forma livre, autônoma e natural, em todos os campos da vida.

Ele considera a criança como um indivíduo autônomo, com personalidade, individualidade, identidade e necessidades únicas. Assim, compreende-se que ela possui capacidades e habilidades próprias da infância.

Móveis montessorianos são pensados para suprir um dos mais importantes princípios do método de Montessori: o ambiente equilibrado. O mundo das crianças, portanto, deve estar ao seu alcance, permitindo que ela explore as próprias habilidades. Dessa forma, tudo tem dimensões reduzidas, acessíveis e práticas, para que a criança se movimente e interaja em seus próprios termos e condições.

Estante Infantil Porta Brinquedos Teco 4 Prateleiras

A principal característica da cama adequada ao método Montessori é a baixa estatura. O móvel permite que o pequeno indivíduo se mova livremente. O mesmo ocorre com os demais móveis do quarto: as estantes devem permitir que a criança pegue e guarde os livros sozinha, quando quiser, assim como a mesa deve estar configurada de forma com que se possa pintar quando a criança desejar.

Mini Cama Montessoariano Casinha Cerquinha

Mini camas montessorianas são, inclusive, mais seguras, e a transição do berço à cama pode ser feita de forma antecipada: não há risco de quedas, que podem resultar em lesões graves.

Até que idade o bebê deve dormir no berço?

Berço Mini Cama Melody 100% MDF - Branco acetinado

Como qualquer mudança, a transição do berço à caminha pode envolver certos medos e ansiedades, tanto por parte da criança quanto por parte dos pais.

Nos questionamos sobre possíveis desconfortos que podem ocorrer durante a noite, perigos oferecidos pela caminha, noites sem sono, choros… a lista é longa.

A transição, porém, é necessária e saudável. Como mães e pais, nosso papel é auxiliar a criança a desenvolver suas próprias habilidades físicas, motoras e sociais, confiando em seu potencial e permitindo que explorem novas etapas.

O momento da mudança é indicado por sinais que a criança dá, mostrando que está pronta para passar do berço à cama. Esses sinais podem variar entre os indivíduos, e por isso não é possível indicar uma idade específica. A idade mais frequente, porém, é a de 2 anos.

Para saber se chegou a hora certa de adaptar o bercinho, identifique os seguintes sinais em seu filho:

  1. A criança começa a pedir para sair do berço: isso frequentemente ocorre durante a noite, e a criança pede para dormir com os pais ou no sofá. 
  2. A criança tenta sair do berço sozinha: esse pode ser um sinal perigoso, pois há risco de quedas. Se o bebê escala o berço, é hora de mudar!
  3. A criança está muito grande para o berço: esse é o sinal derradeiro. Se você nota que há desconforto ou que os bracinhos e perninhas começaram a bater, engatar ou sair pelas grades do berço, mude já para a cama! 

Como auxiliar seu filho nessa transição?

Seu bebê já está pronto para mudar? Veja dicas para facilitar a transição:

1. Converse com seu filho: comunique-se normalmente com ele, dizendo que ele está crescendo e que passará por algumas mudanças próprias dessa fase. Dormir na cama é uma delas.

2. Deixe que a criança participe do processo: permita que ela vá com você na escolha dos lençóis, por exemplo, e deixe que ela participe da montagem da mini cama – sempre de forma segura, é claro. Assim, ela entenderá que a transformação é autônoma, não compulsória, compreendendo seu papel nas decisões tomadas em sua vida.

3. Valorize e comemore a mudança: mostre que esse é um bom momento na vida de seu filho, e que seu novo espaço é especial. Dessa forma, ele saberá que não está perdendo um aspecto conhecido de sua vida, mas ganhando novas liberdades e responsabilidades.

Transformando o móvel

Um berço mini cama deve ter grades removíveis e duas regulagens de altura para o estrado. Uma delas, a mais alta, será usada para o berço. A segunda, rente ao chão, permite que o móvel se transforme em mini cama montessoriana.

Para a transformação, você precisará de uma parafusadeira. O manual de montagem que acompanha o produto contém as informações necessárias para adaptar cada modelo de berço, por isso guarde-o bem!

E aí, mamãe, gostou do nosso post? Esperamos que você tenha entendido perfeitamente o que é o berço mini cama e como ele pode contribuir para você e para o seu filho. E para ter acesso a conteúdos relacionados, não deixe de conferir nossas outras postagens, aqui no blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *