Criança que não quer comer os vegetais do prato
Dicas Ideias

O que fazer quando a criança não quer comer?

Para algumas mamães, o momento das refeições é uma “grande batalha”. As queixas normalmente são bem parecidas: meu filho não quer comer, meu filho não come, meu filho isso, meu filho aquilo.

Calma! Nem sempre essa falta de apetite ou negação para comer está relacionada a algum problema de saúde. Às vezes, a criança simplesmente não está a fim, não gosta de determinado alimento ou só quer chamar atenção.

E é em relação a isso que devemos nos atentar. O que será que o seu pequeno está querendo dizer quando se recusa a se alimentar? Só assim você poderá tomar alguma atitude.

No post de hoje, vamos te ajudar a descobrir por que seu filho não tem se alimentado corretamente e ainda preparamos algumas dicas que podem tornar a hora do almoço e do jantar mais divertida para estimulá-lo a comer. Confira!

Entenda melhor sobre as classificações para a falta de apetite

Em primeiro lugar, é importante entender que existem diferentes fatores capazes de explicar a falta de vontade de comer por parte dos pequenos. E nem sempre eles se relacionam com questões de saúde.

Para ficar mais claro, há duas classificações conhecidas para a falta de apetite:

  • Orgânica: a falta de apetite orgânica tem a ver com a carência de alguns nutrientes, vitaminas e minerais, ou seja, está relacionada com doenças físicas. Portanto, observe se o seu filho(a) está com palidez, se anda sonolento, com a pele ressecada, algum tipo de sangramento ou pequenas rachaduras nos lábios.
  • Comportamental: diferente da anterior e como o próprio nome diz, trata-se de uma questão de comportamento. Vamos falar mais sobre o assunto…

Repare: a criança faz birra ou se recusa a comer somente quando você oferece comidas consideradas saudáveis no prato ou isso acontece independentemente do alimento?

Você já parou para pensar que ela pode estar fazendo isso apenas para ganhar um biscoito recheado, um salgadinho ou chocolate?

Os pequenos são mais espertos do que imaginamos! Se eles percebem que recebem o que realmente gostam quando se negam a se alimentar daquele prato colorido, cheio de nutrientes, com arroz e feijão, é claro que irão continuar com esse “joguinho”. E como você é uma mãe preocupada não vai deixá-lo de estômago vazio, certo? Errado!

Não entre na deles. Criança precisa de uma alimentação rica em minerais e vitaminas! (Sobre isso falaremos mais adiante).

Agora que você já sabe que existem classificações específicas para a falta de vontade de comer, temos algumas ideias para te ajudar a melhorar essa situação. Vamos conferir?

Dicas para estimular a criança a comer

Quando uma criança diz não, tentar fazê-la mudar de ideia é estar ciente de que haverá choro, birra, grito e afins. A meninada tem opinião. Mas quando se trata da alimentação, é nosso papel se meter.

A gente só quer o bem dos nossos filhos, com certeza eles vão perceber lá na frente e até agradecer. Porém, o que temos para agora são dicas para estimulá-los a comer melhor.

Olha só:

Chame a criança para cozinhar com você

Que tal um momento MasterChef entre mãe e filho? Aposte em uma cozinha infantil de brinquedo, chame a criança para a cozinha e mãos na massa!

cozinha infantil 2 portas 1 gaveta rosa e branco

Escolha legumes e verduras frescas, com cores vivas e chamativas e mostre a ela como o prato pode ficar divertido com tantas cores.

 Invista em uma mesa e cadeira infantil colorida

Escolha uma mesinha e cadeirinha infantil colorida e monte o “cantinho da refeição”. Para deixar ainda mais legal, use prato, copo e talheres multicolor. O ambiente vai ficar muito mais atrativo.

Mesa com cadeirinhas coloridas infantil

Desligue a TV, videogame e qualquer outro aparelho eletrônico

Desligue qualquer aparelho que possa distrair a criança. Explique a ela que existe tempo para comer e para brincar.

Ofereça um doce após a refeição

Para incentivá-la a comer, ofereça um doce após a refeição. Diga que se ela se alimentar direito, receberá o “prêmio”.

Não force e não brigue

Apesar de tudo o que falamos até agora, forçar o pequeno a comer e brigar não vai adiantar de nada. Muito pelo contrário, ele provavelmente ficará mais irritado e resistente ao prato.

Diálogo é o caminho! Sente, converse e coloque todos os pontos acima em prática. Com jeitinho e compreensão, a criança cederá aos poucos e começará a comer com mais facilidade.

Mas tenha atenção, mamãe: se a “batalha” realmente parecer invencível, procure a ajuda de um profissional para maiores orientações. No entanto, acreditamos que com essas dicas a situação tem muita chance de melhorar.

E aí, esse post foi útil para você? Esperamos que sim! Em nosso site você encontra diversos modelos de mesinhas e cadeirinhas incríveis para auxiliar o processo e muitos outros itens infantis.

Continue acompanhando nosso blog para conferir outras postagens com diversas dicas como essas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *